Sunday May 13, 2012 at 13:01

"Aprendi com ela a ser gente grande, quando era criança. E agora, ao ouvir seus novos conselhos, tento aprender a relaxar e a me divertir com a minha pequenez diante desse mundo gigante. Para mim, essa é a lição mais difícil, mas nem eu e nem ela vamos me exigir perfeição desta vez”. 
Thays Prado em ‘Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?’

"Aprendi com ela a ser gente grande, quando era criança. E agora, ao ouvir seus novos conselhos, tento aprender a relaxar e a me divertir com a minha pequenez diante desse mundo gigante. Para mim, essa é a lição mais difícil, mas nem eu e nem ela vamos me exigir perfeição desta vez”.

Thays Prado emSua mãe sabe ser mãe de gente grande?


Saturday May 12, 2012 at 17:03

"Depois aprendemos que isso não tem nada a ver. A insegurança se torna segurança. E ter os pais por perto, em todos os momentos, é sinal de cumplicidade e orgulho"
Stefano Maglovsky em ‘Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?’

"Depois aprendemos que isso não tem nada a ver. A insegurança se torna segurança. E ter os pais por perto, em todos os momentos, é sinal de cumplicidade e orgulho"

Stefano Maglovsky emSua mãe sabe ser mãe de gente grande?


Saturday May 12, 2012 at 13:02

"Ver um filho chorar, e respeitar seu espaço, respeitar seu limite, seu desejo é a forma que ela soube dizer que sabia que eu crescia, e que, hoje, era grande. Grande, e sentimental”.
Hugo Paiva em “Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?”

"Ver um filho chorar, e respeitar seu espaço, respeitar seu limite, seu desejo é a forma que ela soube dizer que sabia que eu crescia, e que, hoje, era grande. Grande, e sentimental”.

Hugo Paiva emSua mãe sabe ser mãe de gente grande?


Friday May 11, 2012 at 17:01

"Confesso que prefiro assim, “mãe=mãe”, do jeitinho que é hoje e sempre foi. Não me sentiria à vontade para conversar com ela sobre certos assuntos, por exemplo. Nem me faz falta, na verdade. A criação dela também foi na linha bem tradicional de laços maternais."
Carla Alves em "Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?"

"Confesso que prefiro assim, “mãe=mãe”, do jeitinho que é hoje e sempre foi. Não me sentiria à vontade para conversar com ela sobre certos assuntos, por exemplo. Nem me faz falta, na verdade. A criação dela também foi na linha bem tradicional de laços maternais."

Carla Alves em "Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?"

Friday May 11, 2012 at 13:00

"No final, acho que mãe é mãe e pode ser de gente grande, de gente pequena, de gente boa, de gente má e de gente que nem devia ser chamada de gente. Quem sabe ser mãe sabe ser mãe e aquilo deixa uma marca eterna. Eu sei que a minha já soube ser mãe. O mais difícil mesmo é saber se sou filho gente grande."
Raphael Martins em “Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?”

"No final, acho que mãe é mãe e pode ser de gente grande, de gente pequena, de gente boa, de gente má e de gente que nem devia ser chamada de gente. Quem sabe ser mãe sabe ser mãe e aquilo deixa uma marca eterna. Eu sei que a minha já soube ser mãe. O mais difícil mesmo é saber se sou filho gente grande."

Raphael Martins em “Sua mãe sabe ser mãe de gente grande?

Wednesday April 25, 2012 at 15:01

"… a qualquer tempo podemos nos conectar e dançar e, se o fizermos regularmente, criamos um campo energético próprio da dança estabelecendo uma frequência vibratória, cuja qualidade é de paz, harmonia, alegria e fundamentalmente saúde!"
via A conexão das Danças Circulares Sagradas

"… a qualquer tempo podemos nos conectar e dançar e, se o fizermos regularmente, criamos um campo energético próprio da dança estabelecendo uma frequência vibratória, cuja qualidade é de paz, harmonia, alegria e fundamentalmente saúde!"

via A conexão das Danças Circulares Sagradas

Wednesday April 25, 2012 at 13:01

"Quando dançamos em Roda as mesmas danças e ritmos que nossos ancestrais dançavam, é como um ritual, onde todos os que costumavam participar se conectam em um nível energético ou espiritual."
via A conexão das Danças Circulares Sagradas

"Quando dançamos em Roda as mesmas danças e ritmos que nossos ancestrais dançavam, é como um ritual, onde todos os que costumavam participar se conectam em um nível energético ou espiritual."

via A conexão das Danças Circulares Sagradas

Wednesday April 25, 2012 at 11:02

"As danças circulares homenageiam a natureza, o Cosmo, os  ciclos nos quais estamos inseridos, promovendo o fluxo de movimento que acolhe e sustenta o impulso da energia em questão, nesse caso, a primavera."
via A conexão das Danças Circulares Sagradas

"As danças circulares homenageiam a natureza, o Cosmo, os  ciclos nos quais estamos inseridos, promovendo o fluxo de movimento que acolhe e sustenta o impulso da energia em questão, nesse caso, a primavera."

via A conexão das Danças Circulares Sagradas

Tuesday April 24, 2012 at 19:02

"Viajando pela Europa e participando de grupos de danças folclóricas, Bernhard Wosie percebeu que este era o caminho para vivenciar a alegria, a amizade e o amor para consigo e com os outros."
via A conexão das Danças Circulares Sagradas

"Viajando pela Europa e participando de grupos de danças folclóricas, Bernhard Wosie percebeu que este era o caminho para vivenciar a alegria, a amizade e o amor para consigo e com os outros."

via A conexão das Danças Circulares Sagradas

Thursday March 22, 2012 at 19:00

Mova-se
Se você ainda não assumiu uma postura consciente em relação ao uso da água, essa é a hora de se transformar. Por favor, não conte com o milagre da tecnologia que irá salvar todos nós e fazer com que a água salgada de repente fique doce, que a água congelada derreta e que a água poluída fique potável. A tecnologia disponível hoje no planeta é aquela que te faz sofrer até hoje na hora de ir ao dentista. Se não conseguimos uma boa solução nem para amenizar esse nosso sofrimento, imagine para a água potável!
via “Economia de água em 5 iniciativas”

Mova-se

Se você ainda não assumiu uma postura consciente em relação ao uso da água, essa é a hora de se transformar. Por favor, não conte com o milagre da tecnologia que irá salvar todos nós e fazer com que a água salgada de repente fique doce, que a água congelada derreta e que a água poluída fique potável. A tecnologia disponível hoje no planeta é aquela que te faz sofrer até hoje na hora de ir ao dentista. Se não conseguimos uma boa solução nem para amenizar esse nosso sofrimento, imagine para a água potável!

via “Economia de água em 5 iniciativas”